Cirurgia do Ombro

TENDINITE
 

O termo tendinite é amplamente usado para descrever as alterações dos tendões do ombro, porém a palavra mais correta é tendinopatia. Isso porque, tendinite significa inflamação dos tendões, enquanto tendinopatia se refere a alterações nos tendões podendo ou não apresentar inflamação associada.

No ombro, as tendinopatias são bastante frequentes e podem evoluir para roturas parciais e totais dos tendões acometidos (manguito rotador). O diagnóstico é confirmado com exames de imagem como Ultrassom e Ressonância Magnética.

O tratamento conta, inicialmente, com anti-inflamatórios orais e injetáveis e fisioterapia para analgesia e reforço muscular.




              BURSITE

              Bursite é o nome dado a inflamação da bursa, uma bolsa serosa que recobre tendões e que está presente em diversas articulações, como ombro, quadril, cotovelo e joelho.

No ombro, na maioria das vezes a bursite é apenas um sinal de que algo errado está acontecendo. As principais causas de bursite são a síndrome do impacto e os esforços repetitivos.

O paciente apresenta dor intensa no ombro, podendo inclusive ter dificuldade para realizar as atividades diárias.

O diagnóstico é feito com história detalhada, exame físico e pode ser confirmado com o auxílio do Ultrassom ou da Ressonância Magnética.

No tratamento tenta-se acabar com a causa da inflamação e não apenas os sintomas álgicos. Deve-se procurar no dia-a-dia do paciente as atividades que possam estar promovendo essa inflamação e também identificar a presença da síndrome do impacto. Como opções terapêuticas, utilizamos anti-inflamatórios, infiltrações, fisioterapia e em casos refratários ao tratamento conservador, a cirurgia por artroscopia, com intuito de ressecar a bursa e tratar o impacto.

ARTIGO ANTERIOR

PRÓXIMO ARTIGO

Deixe um comentário